Sunday, November 26, 2006

YO LA TENGO: "The Way Some People Die" Lyrics

It wasnt it more than a minute
That first one was the test
He was listening but i dont think he heard the rest
It was easy to fall, but not easy to take a stand
With the sound of her voice or the touch of her hand

Everyones heard the reasons why
A kid would let the poison creep inside
He said he wasn't scared, but you know he lied
The way some people die

He doesnt think of tomorrow
and he seldom looks back
When he did he saw failure
and a future so black
So, he sees himself through sad eyes
That have never caught the look of love
He'll never see what hes giving up

Everyones heard the reasons why
A kid would let the poison creep inside
He said he wasn't scared, but you know he lied
The way some people die

You might think hes a victim
He just thinks its a guess
Its not the question, its who you ask
and the boats fly on friday
and you're never gonna see him again
It wasn't love that did him in

Everyones heard the reasons why
A kid would let the poison creep inside
He said he wasn't scared, but you know he lied
The way some people die

Saturday, November 18, 2006

when you cross the street

não saio de casa há alguns dias.
na verdade, as vezes me aventuro a atravessar a praça rapidinho, fugindo do vento, e entrar num cinema. sair correndo e voltar, ainda me esquivando do vento, para o apartamento.
Chego em casa, leite, pantufa e um sono que parece infinito.
voltei a ler o hans e parece que agora vai. err. acho que tenho essa impressao constantemente.

ontem vi "don't come knocking" e ao contrário de muita gente, achei o filme bem bonito.
acho que me interessa essa idéia de buscar uma família, no pai e na mãe, e descobrir que talvez não seja ali. querer ser "related", como diz sky, e buscar nos lugares errados. E talvez descobrir a possibilidade de familia em outras pessoas, que aparecem pela vida e que de alguma forma entendem, o que é passar um tempo buscando uma familia e se sentir caindo dentro de um vazio imenso, sem fim, aonde nunca se quer voltar.

sigo buscando minha familia acho. e sem ilusoes de que a encontrarei no meu pai, velho deprimido, jogado em uma cidadezinha de Portugal. Nem em minha mãe. Nem em minha irmã.
a clareza de querer ser "related" por agora, me valhe bastante.

talvez esteja trancada uns tantos dias buscando em mim a possibilidade e os meus limites de ser familia de alguem, de uma forma menos viciada. Talvez esteja tentando ser "related" de mim mesma... e é dificil. mas eu chego lá.

Friday, November 10, 2006

IDIOMA ESQUISITO
(Nélson Sargento)
Fui fazer o meu samba
Na mesa de um botequim
Depois de umas e outras
O samba ficou assim
Estrambonático, Palipopético
Cilalenítico, Estapafúrdico
Protopológico,Antropofágico
Presolopépipo, Atroverático
Batunitétrico,Pratofinandolo
Calotolético,Caranbolambolu
Posolométrico, Pratofilônica
Protopolágico, Canecalônica
É isso aí, é isso aí
Ninguém entendeu nada
Eu também não entendi
(Então eu vou repetir)

Monday, November 06, 2006

devaneios sobre o tempo-ritmo

tem uns momentos, uns dias, que olho a minha volta, especialmente quando não há ninguém, e me sinto em um filme. Tudo tão estático que parece que estou fora de um tempo vivível. Como se tivessem dado um pause no mundo e eu estivesse imune a isso. e visse tudo parado.
penso um pouco, movo algum objeto de lugar e mentalizo. "play".
as vezes funciona, as vezes não.
outro dia depois de ver a doble vie de veronique sai na rua olhando as pessoas. me sentia em outro ritmo. as vezes acho que é isso que sinto quando me sinto mal, uma intensa disritmia com o mundo. e aqui desculpem o trocadilho barato.

tic.

gostaria de ter uma máquina incrível manipuladora do tempo.
fazer umas negociatas de tempo.
-olha seu cronos, hoje eu queria que o dia acabasse agora, dá pra gente repor ele amanhã?
mas acho que ele iria querer um filho meu a cada uma dessas. e parir só pra trocar o tempo, ia confundir ainda mais todo o meu tempo do mundo.

tac.

mas, o que sei, é que durante minha vida inteira, sempre tive a sensação que estava a beira do tempo. que daqui a pouco o tempo vai acabar. Como se vivesse em uma constante ampulheta.

faço um esforço imenso para joga-la pela janela, abraçar cronos e manda-lo a merda, enquanto lhe dou um beijo.

tac.
"Todo mundo acha que pode, acha que é pop, acha que é poeta
Todo mundo tem razão, vence sempre e na hora certa
Todo mundo prova sempre pra si mesmo que não há derrotas
Todo homem tem voz grossa e tem pau grande e é maior do que o meu, do que o seu, do que o do Pedro Sá,
Todo mundo é referência e se compara só pra ver que é melhor
Todo mundo é mais bonito do que eu mas eu sou mais que todos
Todo mundo tem suingue, é feliz, é forte e sabe sambar
Todos querem mas não podem admitir a coexistência do orgulho e do amor porque
Eu sou melhor que você, não é viagem,
Eu sou melhor que você mas por favor fique comigo que eu não tenho mais ninguém
Todo mundo diz que sabe e quando diz que não sabe é porque
é charmoso não saber algo que todas as pessoas já sabem como é
Todo mundo é especial, é original, é o que todos queriam ser
Não basta ser inteligente, tem que ser mais do que o outro pra ele te reconhecer
Todo mundo ganha grana pra dizer que ela não vale nada
Todo mundo diz que é contra a violência e sempre dá porrada
Todos querem se apaixonar sem se arriscar, nem se expor e nem sofrer
Todas querem vida fácil sem ser puta e com reputação
se reprimem e começam a dizer
Eu sou melhor que você
Eu sou melhor que você,mas por favor fique comigo que eu não tenho mais ninguém,
é melhor que você, mais niguém é melhor que você....

moreno

Saturday, November 04, 2006

sonhei com minha familia inteira. uma crianca que corria pelada para todos os lados com dor de barriga.
o scorcese sentado na mesa de jantar.
acordei sem vontade.
tinham feito uma mesa de cafe da manha pra mim o que me fez sorrir contente. com minhas calças listradas de pijama me sentei e nao pensei em nada.
assim, feliz por nao me preocupar com nada, levei um susto.
nao sabia se tinha me dado o remedio certo. Se havia me dado uma superdosagem.
vesti um pe de meia, pronta pra ir para o hospital.
e ao desistir, gritei irritada: uma pessoa com esclerose não pode ter diabetes ne?