Tuesday, August 01, 2006

fragmentos de um dia-pensamento

Voltei pra casa desanimada, pensando na minha falta de objetivos.

fila do metrô.
- Um unitário por favor?

Agora mesmo passou uma mulher manca por mim. tinha dificuldade em caminhar.
Outra carregava três crianças, equilibrando-as em seus curtos braços.

Sempre me disseram que ter ambição na vida é fundamental.
E eu tenho tido tanta preguiça de ser ambiciosa...
Ser apenas, sem locuções, já me tem sido bem difícil.

Tem um tanto de coisas que eu gostaria de fazer. Tem um tanto de coisas que me dão prazer.
Mas.

As pernas doem.

A gata veio aqui, deitou no meu colo. Encostou sua cabeça no meu seio e me olhou, com os olhos semi-abertos.
Em um ímpeto, sorri-lhe e disse "eu te amo".
Nunca havia percebido. e o sentimento assim, pulou de dentro de mim.

.........................................................................................

Muitas coisas tem me despertado uma doce vontade de chorar, ultimamente.
Uma família tocando violão em um domigo a tarde.
Uma irmã sumida ao telefone.
Uma crise de tosse.

..........................................................................................

Ontem vimos o show do cidadão instigado. Gosto cada vez mais da banda. Apesar de alguns pesares do show de ontem.
Depois, uma deliciosa e calma conversa. Por fim, o sono. e um abraço que tem me feito dormir feliz.



Forço-me a escrever afim de não parar.
e assim vou sendo.
Será isso, então, um objetivo de vida?

1 Comments:

Blogger Um leitor inacabado said...

Li seu post. Este especificamente. O achei bonito, você escreve bem. Não te conheço, mas ok. Melhor assim. Às vezes leio blogs alheios, mas não para invadir a privacidade de ninguém, apenas por afeto. Afeto pelas palavras bem ordenadas, entre o suscinto e o melancólico. É isso aí, esqueça tudo o que eu escrevi, apenas fique com isso: você escreve bem.
Agora, com sua licença, volto a me perder no virtual. Até.

3:55 PM  

Post a Comment

<< Home